A espada, a alma do samurai

Todos os antigos mestres na arte da espada, dirão a mesma coisa: A espada não é um instrumento, mas uma extensão do próprio guerreiro. Uma parte inseparável de seu corpo, que contém sua alma e sua vontade!

Para o samurai não era diferente, sua relação com a espada começava desde cedo! Assim que pudesse ficar de pé, o jovem aprendia Esgrima. Aos cinco anos, vestia um mini traje de Samurai com uma espada de madeira e iniciava-se na sabedoria militar! Posteriormente, ela seria substituída por uma de madeira dourada e então por uma verdadeira, porém, sem fio.

Aos 15 anos, finalmente recebiam uma espada com corte verdadeiro. As espadas costumavam ser guardadas no lugar mais visível da casa. Com tão grande estima, que seus donos descansavam com as armas ao lado da almofada. Sempre o mais acessível possível!

Para o samurai, a espada tornou-se um objeto sagrado com o passar das eras. Ela é o símbolo dos poderes da alma, da criação e da destruição representados em cada um de seus fios. Ela simboliza a dualidade da natureza e a polarização do universo. A bainha representa o corpo físico, que serve como protetor.

Um samurai dificilmente sacaria sua espada sem um motivo sério o suficiente, uma vez que o ato de mostrar a lâmina, é uma exposição da própria alma do guerreiro contida e representada no metal. Um antigo lema samurai diz o seguinte sobre o tratamento com a estimada arma: “Não me desnudes sem motivo. Não me guardes sem honra!”

Essas são as filosofias que tornaram os samurais, grandes guerreiros! Nós nos preocupamos em comunicá-la em cada peça de sushi que fazemos, e você é mais que convidado pra experimentar dessa essência conosco aqui na Niguiri San!

Gostou do nosso artigo? Temos muitos outros aqui na Niguiri San! Antes de ir, não se esqueça de nos seguir pelo Facebook e Instagram!

Compartilhar:
error: